Olá,

Há já bastante tempo que não escrevia um artigo para o blogue… Tenho estado em mãos com tantos projetos nos últimos meses, que a escrita de artigos foi ficando um pouco para trás… Mantive presença semanal com textos mais pequenos partilhados nas redes sociais, mas tinha muitas saudades aqui deste nosso espaço.

Retomei agora atividade precisamente para celebrar a chegada da Primavera, que se iniciou ontem, dia 20 de março de 2021, pelas 09h38 (horário em Portugal Continental).

O Equinócio da Primavera (no hemisfério norte) é marcado pela entrada do Sol em Carneiro. O Novo Ano Astrológico, que chega pela força do primeiro signo do Zodíaco.

É momento de nascimentos, de abertura, de descoberta, de impulso para o novo, de conquistas, de novas aventuras…

E por esse motivo, escolhi a Abertura como tema deste artigo, tendo resgatado e adaptado um texto de 2018.

A Abertura, enquanto qualidade humana, é uma capacidade que podemos desenvolver para nos disponibilizarmos para o que vem, para o que a vida nos vai trazendo e convidando a cada momento.

Cultivarmos um espírito aberto permite-nos receber com maior alegria e aceitação o mundo exterior, aquilo que os outros nos trazem, aquilo que a vida nos apresenta, aquilo que são as surpresas, o inesperado, o novo… A abertura ajuda-nos a ligar ao mundo das infinitas possibilidades.

Mantermo-nos abertos traz-nos leveza e ajuda-nos a desenvolver a nossa capacidade de aceitação e flexibilidade. É importante que não fechemos as portas e que não nos enclausuremos dentro das jaulas que muitas vezes auto fabricamos. Há que confiar e permitir, que também a vida nos convide a ir até si, deixando que elas nos envolva com aquilo que deseja para nós.

Quando nos fechamos, por medo, por insegurança, por desconhecimento, por indecisão, estamos dessa forma a erguer bloqueios entre nós e entre a abundância da vida. Mantermo-nos abertos pode assustar, porque de certa forma nos expõe, nos torna mais vulneráveis e mais suscetíveis ao que vem e que não conhecemos, mas sem correr esse risco, podemos nunca experimentar uma imensidão de coisas maravilhosas que a vida gentilmente coloca no nosso caminho.

Apenas podemos receber a nova Vida se lhe Abrirmos as portas.

É crucial manter um caminho livre e uma porta aberta para que o destino se possa manifestar, e para que os milagres possam acontecer… Não temos de controlar tudo. A abertura permite-nos ir a lugares nunca antes visitados, permite-nos manter o espírito de aventura acesso, permite-nos gostar do inesperado, permite-nos compreender a escrita divina e as suas permanentes sincronias.

Para reflexão:

Como classificas o teu grau de abertura perante a vida?
Em que área(s) da tua vida é mais fácil manteres um bom grau de abertura?
Em que área(s) da tua vida é mais difícil abrires-te plenamente?
O que podes fazer hoje para te permitires abrir mais?
Ao que te queres abrir neste novo ciclo que agora começou?

Convido-te a ires ao meu canal de Instagram e veres as afirmações sobre “Abertura” que escrevi para cada signo do zodíaco.

Ao longo do meu caminho esta tem sido umas das virtudes que procuro trabalhar diariamente. Muitas vezes por medo do desconhecido fechei portas, outras vezes arrisquei e abri-me mais. Noto sempre que quando mais me abro mais consigo abraçar e receber.

E hoje, abrindo-me a mais um campo de novas possibilidades, deixo-te aqui uma grande novidade:

LANÇEI (FINALMENTE) O MEU CANAL DE PODCAST :-)))

Já está no ar e já podes ouvir o primeiro episódio. Um projeto guardado há dois na gaveta e que finalmente nasceu. Espero que nos traga momentos muito inspiradores e fica atenta(o), pois todas as sextas-feiras terás acesso a um novo episódio.

Podes ouvir nos vários canais de distribuição de podcasts – À Luz da Lua.

Partilho ainda que esta semana irei também lançar o eBook gratuito “À Descoberta de Carneiro”, que ficará disponibilizado no meu Canal de Telegram.

E em breve mais novidades maravilhosas.

Os tempos estão bastante desafiantes, mas este Novo Ano Astrológico traz também muita Luz, ele nasce abençoado por energias de amor, de união, de fraternidade, de conciliação…

Possamos aceder cada vez mais ao nosso Coração e vibrar genuinamente no Amor que Somos.

Um abraço sincero e luminoso.

Com Amor,

Cláudia

Cláudia Machado

A Busca pelo Sentido da Vida, é para mim, a força primordial que tem conduzido o Ser Humano no seu contínuo desenvolvimento, superação e transformação, rumo a esse Propósito Maior que conduz à Plenitude e a uma, cada vez maior, Consciência e Integração!
A minha própria busca por esse Sentido da Vida teve início em meados do ano 2000, num primeiro contacto com diversos livros sobre psicologia, filosofia, espiritualidade e desenvolvimento pessoal, seguiu-se o interesse pela astrologia, meditação, reiki, práticas de yoga, entre outros. Ao longo dos últimos anos tenho aprofundado os meus estudos em diversas áreas terapêuticas complementares, tais como: psicologia, terapia transpessoal, astrologia, reiki, meditação, mindfulness, visualização criativa, constelações sistémicas, life coaching, método de Louise L. Hay, entre outras.
O meu processo de cura e de profunda transformação, permiti-me, todos os dias, escutar o apelo da minha Alma, que também anseia acompanhar outros Seres nos seus próprios processos de contínua regeneração, cura, integração e transformação, ao encontro do Ser e da Consciência.
Atualmente facilito consultas individuais de astrologia, de terapia transpessoal e de reequílibrio energético, promovo dinâmicas de grupos e formações, escrevo, estudo e partilho. Procuro a cada instante servir através da minha melhor versão, sendo fiel aos meus valores e princípios, sendo um Exemplo daquilo que para mim serviu... Procuro o Sentido a cada momento, procuro dar-me conta, a cada instante, da impermanência e beleza da Vida, Despertando para o Meu Coração, essa verdade interior que me traz luz e me indica o caminho a seguir, todos os dias. Sei, desde o profundo de mim e desde a inspiração das estrelas, que todos podemos Despertar para a Consciência, ela está à nossa espera todos os dias, em cada momento, aguardando o simples momento em que a reconhecemos e abraçamos!

Também poderás gostar

Deixa um comentário

Segue-me!
%d bloggers like this: