Agradecer a 2018, Abrir as Portas a 2019

Olá,

Hoje é dia 31 de dezembro, e segundo o nosso calendário, mais logo, quando se ouvirem as 12 badaladas da meia noite, entramos no dia 1 de janeiro de 2019, o 1º dia deste Novo Ano que começa.


O CALENDÁRIO

Começo por dizer que é interessante olhar a história e ver que nem sempre foi assim, o calendário tal como o conhecemos foi alterado algumas vezes. O calendário sempre foi estabelecido com base na observação dos ciclos, das estações e dos ciclos lunares, entre outros motivos, também os interesses políticos e sociais. Existem outros calendários com base no movimento de Vénus, por exemplo. 

Antes de Júlio César ter decretado que o novo ano se devia iniciar na primeira lua nova após o solstício de inverno, o ano iniciava-se em março pela altura do equinócio da primavera. No primeiro ano em que Júlio César fez esta alteração, o início do ano ocorreu oito dias após o solstício de inverno, mais tarde ficou fixado que o inicio do ano seria 11 dias após o solstício, sendo esse dia o 1 de Janeiro.

Existem inúmeros factos interessantes que podia hoje trazer para aqui, mostrando realmente como esta ligação de nós, Homens, com a natureza e com os seus ciclos, vive em nós desde sempre, e muitos dos sistemas que criámos surgiram desta ligação e observação. Hoje em dia, talvez poucos de nós se perguntem o porquê do nosso calendário ser assim, mas deixo aqui este convite a que possam ir investigar, é muito interessante ver todas estas ligações e correspondências.

Para mim, o verdadeiro novo ciclo, ou chamemos-lhe Novo Ano, inicia-se apenas com o Equinócio da Primavera e não agora, o Equinócio da Primavera em 2019 será no dia 20 de Março pelas 22:00 (horário para Portugal). Essa altura sim, é marcada pelo equilíbrio entre o dia e a noite, marca o ganho do dia sobre a noite (dias mais longos que a noite), a Luz é maior que a Escuridão… Primavera é símbolo de nascimento, do novo que começa e que rompe a terra, é também quando temos o Sol a 0º do signo de Carneiro. Portanto, nessa altura, celebrarei o Ano Novo, e honrarei mais essa mudança de ciclo e de estação, abrindo os braços ao nascimento da vida.

Contudo, durante o dia de hoje, milhões e milhões de pessoas por todo o mundo estarão a celebrar a entrada em 2019, segundo o nosso calendário civil. A palavra Janeiro, deriva do latim e era associada ao Deus Janus da mitologia grega, que simbolizava “o começo”, e ele tinha duas faces, uma que olhava para o passado e outra que olhava para o futuro. O que nos pode sugerir que é um bom momento para fazermos resoluções, para fecharmos as portas ao velho em nós, fecharmos o passado, e abrirmos em nós as portas do futuro, da luz, a luz que no futuro (primavera) se vai evidenciar e ganhar espaço em nós e nas nossas vidas. Há também toda uma simbologia de passagem associada a esta entrada no primeiro dia de Janeiro.

Esta época é para mim, mais do que um novo ano, a preparação para o novo ano que chega com a Primavera, o momento em que largamos a velha vida e celebramos a nova vida que ainda não chegou, mas que começa a ser gerada dentro de nós, dentro da quietude da nossa (ainda) escuridão.

As celebrações de ano novo podiam ser momentos mais serenos, de reflexão e de introspeção, podíamos fazer rituais de libertação e celebrar a Luz com aqueles que amamos e que nos são mais próximos. Eu nestas alturas procuro preservar-me da confusão e evito grandes festas sociais nestas alturas… Ligada ao meu corpo e natureza, sinto a vontade de celebrações mais pequenas e familiares, com amor e partilha, alegria e diversão, onde sejamos conscientes daquilo que estamos a celebrar.

Culturalmente está enraizado em nós fazer a celebração da passagem de ano agora, e está tudo certo, é a sociedade atual que temos, e este ritual feito por milhões de pessoas tem o seu poder, pois somos milhões e milhões a celebrar, em dias que parece que se “esquecem” os problemas da vida e do mundo, é uma energia que se espalha e que influencia todo o globo, é quase impossível ficarmos indiferentes a estes festejos. E eles ganham empoderamento pelo facto de tantos de nós se juntarem com uma mesma intenção “dizer adeus ao ano antigo e celebrar o novo ano, invocando os 12 desejos para o ano que entra”.


FAZER OS PEDIDOS PARA 2019 – ESTA NOITE OU NÃO???

Durante a última semana recebi dezenas de mensagens de pessoas a perguntarem-se se este ano devíamos ou não fazer os pedidos para o novo ano esta noite, visto terem lido vários artigos e avisos na internet, que referiam que devíamos ter cuidado com os pedidos de passagem de ano, visto esta passagem estar a ser acompanhada por uma lua em quarto minguante.

Engraçado, que foi preciso vir uma Lua Minguante num Novo Ano para nos dar a oportunidade de podermos olhar para a Passagem de Ano com outros olhos. Esta “preocupação” acabou por fazer com que as pessoas quisessem encontrar respostas e saber o que podem fazer para potenciar o novo ciclo. Parece que muitos de nós já se preocupam com o poder da intenção e com o poder dos rituais no empoderamento de vários processos nas nossas vidas. Fiquei feliz por assistir a isto, apesar de não ter sido pelo motivo “ideal”, foi o motivador suficiente para querermos saber, e muito provavelmente, o motico para hoje eu estar aqui a escrever um artigo deste género. Portanto, tudo está certo e tudo é perfeito, e eu adoro falar destas coisas… Sinto que talvez este ano mais de nós possamos dar atenção a isto e alterar os nosso ritos de passagem de ciclo, para celebrações mais conscientes do momento presente e mais alinhadas com os ciclos solares e lunares, mais alinhadas com a natureza da Vida.

Saindo agora da mini aula de história, vou então sugerir-te o meu Ritual de Passagem de Ano 2018-2019.

E sim, respondendo de forma direta e sucinta, esta noite não é altura ideal para fazermos os pedidos dos nossos desejos e intenções para 2019. Não que isso seja uma tragédia, não há mal algum se alguém o fizer, e milhões de pessoas irão fazê-lo. Quem está desligado dos ciclos da natureza e não tem consciência destas coisas vai continuar a fazer como sabe ou como vê que é para fazer. Nós que estamos aqui a ler isto, que muito provavelmente já estamos despertos para estas coisas, que já nos questionamos sobre a existência da vida, neste caso, nós temos a responsabilidade acrescida de respeitarmos o que estamos a sentir, e se realmente nos queremos ligar aos ciclos, então devemos procurar saber um pouco mais sobre eles.

E Lua Minguante é uma lua de dissolução, a sua energia empodera processos de desfecho, de limpeza, de deixar ir, de integração de questões passadas, de cura…. em Lua Minguante começamos a limpar o terreno para as novas sementes na Lua Nova.

Então, se queres realmente fazer os teus pedidos para 2019, então a minha recomendação é que o faças no próximo dia 06 de Janeiro, dia da Lua Nova de Capricórnio, que por acaso é também Dia de Reis. E até te deixo o convite, caso te queiras juntar a mim nesse Ritual da 1ª Lua Nova do Ano 2019, vou ter dois encontros – PRESENCIAL EM LISBOA  e ONLINE. Presencial dia 06 pelas 09h30 e Online dia 07 de Janeiro em horário a confirmar.

Mas vamos lá ao Ritual para hoje que é o que mais interessa :)))


RITUAL DE PASSAGEM DE ANO: AGRADECER 2018 E ABRIR AS PORTAS A 2019

O Ritual que criei tem várias questões para refletires e responderes sobre elas, recomendo que tenhas contigo um caderno, folhas ou um diário onde possas responder a estas questões. Era interessante fazê-lo entre o jantar e a meia noite (caso possas), senão faz hoje mesmo durante o dia, ou amanhã (dia 1), ou nos próximos dias até dia 05 de Janeiro, num momento em que possas estar em recolhimento. Fazer idealmente hoje, ou até ao momento antes da Lua Nova a 06 de Janeiro.

Este ritual pode ser feito sozinho ou em grupo. Se for em grupo, é interessante que todo o grupo esteja alinhado e recetivo a este tipo de experiências e propostas. 

Cá vai:

  1. O que correu realmente bem este ano para mim e porquê?
  2. O que é que correu menos bem e qual a oportunidade que isso me trouxe?
  3. Qual a minha maior aprendizagem deste ano?
  4. O que estou disposta@ a deixar ir agora na minha vida, que não quero levar para 2019?
    • Neste ponto sugiro que numa folha de papel branca escrevas tudo aquilo que queres deixar em 2018, tudo tudo (comportamentos, hábitos, formas-pensamento, bloqueios, medos, zangas, dores, tristezas, relações, apegos, circunstâncias de vida, trabalhos, atividades, tarefas, responsabilidades, etc…)
    • Depois sugiro que queimes essa folha, o Fogo é o elemento da Alquimia, ele tem o poder de transformar e transmutar, simbolicamente o Fogo ajuda a processos de profunda transmutação, morte e renascimento
    • As cinzas, dependendo se queimas sozinho ou em conjunto, e se é numa lareira ou não, podes reunir e depois deitá-las no mar, ou enterrá-las na terra junto a uma zona com vida (por exemplo, junto de uma árvore ancestral)
  5. Que compromisso estou dispost@ a assumir comigo, e com a vida, nesta entrada em 2019?
    • Aqui nesta questão, sentires e pensares dentro de ti, ligad@ à tua verdade, qual a tua responsabilidade sobre a tua vida, qual a tua parte de responsabilidade nas mudanças que queres operar na tua vida e que compromissos precisas assumir para honrar as mudanças que queres implementar, ou a nova vida que queres ter.
  6. Às 12 Badaladas Agradecer
    • Este ano em vez dos desejos, agradece, agradece pelas tuas aprendizagens, pela tua vida, pelo que foi 2018 para ti, agradece o que tens, agradece pelo momento presente. Agradece pelo menos por 12 coisas, e até as podes escrever e guardar, ou também queimar, se preferires. Se forem mais de 12 melhor, agradece o tanto quanto puderes.
  7. Abraça quem Amas, Sorri, Partilha-te
  8. Faz uma Oração pelo Mundo
    • Não precisa ser nada elaborado, basta que tenhas o teu coração disponível para dar e a intenção genuína de o fazer. Envia luz, amor, compaixão para todos nós que habitamos este planeta, podes visualizar também todo o globo envolvido numa imensa luz dourada que ilumina os nossos corações. Fazemos em conjunto logo à noite?! Bora lá, eu farei certamente :))))

“Sê a mudança que queres ver no mundo.”, já dizia Gandhi


O QUE REALMENTE IMPORTA

O que realmente importa, é que independentemente da tua celebração, que vivas este dia, esta passagem, da forma que mais desejas, com a consciência possível das tuas escolhas, ações e decisões.

Que celebres com amor, alegria e verdade.

Que atives e manifestes o melhor que há em Ti.

Que ganhes consicência do teu papel no mundo e do impacto que ele tem no coletivo.

Que leves amor em cada interação.

Amor, aceitação, compaixão, empatia, generosidade em cada contacto e momento.

Vive a Vida no melhor de Ti, hoje e sempre.

Se estás neste momento a atravessar um período mais desafiante, recebe o meu abraço e a minha profunda compaixão e amor. Tem a certeza de que não estás só, confia na vida, confia em ti, agradece, honra o bom e o bem que existe na tua vida. Rende-te ao fluxo da vida e confia que tudo sempre se transforma, as formas mudam, os ciclos sucedem-se, a roda da vida não pára.


A MINHA MAIOR APRENDIZAGEM

Partilho contigo a minha maior aprendizagem deste ano, que te possa inspirar às tuas reflexões e ao reconhecimento de que os grandes desafios tornam-nos mais fortes, fazem-nos crescer e contribuem sempre para que nos alinhemos mais e mais com o contrato sagrado que fizemos para esta Vida.

Recordo 2015, 2016 e 2017 como os anos mais duros da minha vida até hoje, num mix aparentemente estranho, em 2015 fui mãe pela 2ª vez, e por isso uma grande bênção, e foi também em 2015 que o meu caminho de vida profissional começou a evidenciar-se mais estruturado e mais alinhado com a minha verdadeira vontade e verdade. Contudo, passei por situações de vida altamente difíceis, que agora não faz sentido aqui mencionar. De reter o facto que andei intensamente mergulhada na noite mais escura da minha alma, num processo em contacto com as minhas profundezas mais inconscientes, onde muitas vezes a luz era tão ténue que eu nem sabia se ela realmente existia, senti-me ao longo destes anos muitas vezes perdida, sozinha, confusa, imersa em dores inimagináveis… sinto que morri de verdade para uma vida antiga, morri para partes de mim que já não podem acompanhar mais o meu percurso, mudei a pele inúmeras vezes, fui aos lugares mais vulneráveis… Segurou-me sempre a profunda e inabalável Fé que tenho na vida, e nos piores momentos olhava-me ao espelho, orava, invocava a Luz e dizia “também isto passará”…. porque simplesmente eu sabia que a vida era impermanente, por mais difícil que fosse vivê-lo. 

Num grande processo de aceitação, de cura,de transformação, de libertação, de transmutação, que na verdade é cíclico nas nossas vidas, eu lá iniciei o processo de subida. E entrei em 2018 mais confiante, mais autêntica, mais plena… Apesar disso 2018 trouxe-me desafios, desafios que não esperava, olho hoje para trás e sinto que foram testes da vida, a última e derradeira batalha, a confrontar-me com as minhas lições dos tempos anteriores. “Aprendeste realmente a lição? Integraste realmente esse aspeto da tua sombra? Vamos lá testar-te e fortalecer-te nas tuas aprendizagens.”

E fui desafiada e testada, na verdade convocada, a melhorar o meu relacionamento comigo mesma, testada nos vários relacionamentos da minha vida, testada onde eu julgava que apenas havia amor, testada onde eu achava que apenas havia amizade e verdade. Foi uma perfeita convulsão nos meus relacionamentos, na forma como eu projetava as minhas expetativas de vida nos outros, na forma como eu facilmente me apegava às formas a que eu chamava “amor”….

Testes intensos e profundos que me agitaram as águas, que me revelaram feridas antigas e profundas… Tudo aquilo que precisei para me caírem os véus da ilusão, tudo aquilo que precisei para fortalecer o amor e o respeito por mim própria, tudo aquilo que precisei para fazer realmente uma viragem na minha vida. Pelo menos a viragem que tinha de fazer agora. E agradeço também a todos os amig@s que estiveram do meu lado a apoiar cada momento, OBRIGADA a Vocês, de coração.

Lidar com a “desilusão” foi a melhor coisa que me aconteceu em 2018, foi o contacto com a realidade, foi para mim o que me ajudou profundamente a aceitar ainda mais e melhor a impermanência da vida. 

A minha grande aprendizagem foi a aceitação da impermanência da vida. Que o único momento real é o momento presente e que tudo merece ser vivido e honrado tal como é a cada instante- Que a vida tem menos dor e sofrimento quando fluímos com ela, quando não forçamos, quando aceitamos e quando realmente nos rendemos. O processo de o fazer doí, e doí porque temos de abrir mão de crenças antigas, profundamente enraizadas, doí porque temos de cortar com aquilo que conhecemos, doi porque enquanto seres humanos parece estranho viver sem expetativas.

Não quero dizer com isto que não continuo a criar apegos e expetativas, não, claro que continuo, sou humana, sou real, a vida na terra é dual. Mas consigo agora estar mais atenta ao processo, consigo agora reconhecer mais rápido quando e como o faço, e ter essa consciência, dar-me conta disso, é 90% de um resultado mais positivo, porque ganho o poder pessoal de escolher como quero agir e para onde quero ir.

A compaixão por mim e pela vida aumentou substancialmente em 2018. E eu estou muito grata por isso.

E termino hoje este ano, enquanto escrevo estas palavras, permitindo-me uns instantes para respirar e para fechar os olhos, neste instante um sorriso rasgado surge no meu rosto, o meu coração palpita de alegria e expande-se de felicidade. Chego a este dia profundamente Feliz, hoje sinto-me mesmo mesmo Feliz, de verdade, e acho que tem sido sempre mais fácil partilhar a dor e os desafios, e menos fácil partilhar a Felicidade, porque temos sempre o receio que a nossa Felicidade fira quem não está bem.

E hoje quero dizer-te que estou e sou mesmo Feliz, por hoje sinto-me assim, amanhã não sei, mas sei que no que depende de mim, viver num estado de plenitude, de serenidade, de amor e de compaixão é uma escolha diária que posso fazer, é uma escolha de cada dia que quero fazer todos os dias da minha vida. E isto não elimina de todo os desafios nem as dores da minha vida, mas vai ajuda-me a lidar com elas de uma forma mais construtiva e consciente.

Que a minha profunda Alegria toque o teu coração e te possa agora abraçar e envolver, seja qual for o teu estado de ânimo. Se for também de felicidade que ela se multiple e expanda, se for de dor e tristeza que te possa confortar e acolher.

Grata grata grata a tu que estás aí, que me lês e que me acompanhas, grata a todos vocês que fazem do meu Sonho também uma realidade, a todos os que permitem e contribuem para que eu cumpra a minha missão, aquilo que nasci para vir a ser. 

Estou tão grata pelo meu percurso e pela grande mudança de direção que a minha vida conheceu em 2018.

Brevemente partilharei contigo algumas estruturas profundas que fiz no meu trabalho e naquilo que te quero trazer. Sei que será sempre assim comigo, uma mutabilidade constante das formas e dos conceitos, uma vontade genuína de mudar, de transformar e de melhorar o que faço, uma continua disponibilidade para me continuar a conhecer e a aprender, mudando as minhas perspetivas sobre a vida, sempre ao encontro da verdade e do amor que sou a cada instante.

Que possamos todos nós Ser mais Coração, mais Amor, mais Luz, e que levemos isso a cada um com quem nos cruzarmos.

Que respeitemos mais e mais cada forma de Vida e este nosso planeta Azul que nos acolhe e recebe com tanto amor. 

Só o Amor importa e só o Amor é Real.


VISÃO ASTROLÓGICA PARA 2019

Durante o mês de dezembro dei várias conferências sobre a minha visão astrológica para 2019. Tenho disponível para venda a gravação da última conferência que dei.

Onde fiz uma abordagem geral dos temas que estão a ser trazidos para as nossas vidas com a passagem de Júpiter por Sagitário, com a entrada de Quíron em Carneiro, com a entrada (que já iniciou em 2018) de Úrano em Touro, assim como a continuação de Saturno em Capricórnio, onde já está Plutão desde 2008, e a permanência também de Neptuno em Peixes.

Fiz também a síntese dos temas principais para cada signo com a chegada de alguns planetas a novas paragens e falei dos 5 eclipses que nos esperam em 2019, o primeiro já com a primeira lua nova do ano a 6 de janeiro.

Esta síntese pode ajudar-te a perceber que temas particulares se irão ativar mais na tua vida.

Acredito no “destino” e nas sincronicidades da vida, acredito que muito do que nos acontece, sim, está escrito nas estrelas, mas também acredito que procurar “prever” retira magia da vida e retira-nos parte do nosso poder pessoal – que é a liberdade de escolher o que queremos fazer com aquilo que nos está a ser proposto, e essa escolha, depende claro, do grau da nossa consciência.

O que nos acontece é definido em grande parte pelas nossas escolhas e pela nossa vibração pessoal. A vida coloca-nos circunstâncias à nossa frente,coloca-nos desafios e bênçãos para que possamos integrar, aprender e evoluir. O que fazemos com essas circunstâncias é da nossa responsabilidade e é definido pelas nossas escolhas perante o momento presente. E essa escolha, é a nossa liberdade, é a liberdade de escolher, seja de forma consciente ou inconsciente,a forma como agimos, o que decidimos, o que queremos ser e manifestar.

A vida é cíclica e impermanente, e sempre nos vai trazer questões, temas e vivências, dos mais desafiantes aos mais fantásticos, para termos a oportunidade de ampliar a nossa consciência e de cumprirmos o nosso “destino”, o nosso propósito..

PARA TERES A GRAVAÇÃO

Basta efetuares o pagamento da mesma por um dos meios abaixo indicados, e enviar email com o comprovativo e com o teu nome e email para onde deve ir a gravação para: claudiamachado@claudiamachado.com

Pagamento disponível através de:

– MB Way – para o contacto 913894601
– Pagamento de Serviços: Entidade – 21312 | Referência – 124 208 250
– Valor da Conferência – 10 euros

O que Escolhemos fazer com a nossa Vida, define a nossa Vibração a cada momento e por isso define também o que somos e o que atraímos. Que a nossa Vontade possa estar ao serviço da nossa Alma e do melhor destino que possamos cumprir.

Em baixo deixo-te um convite a dois eventos que vou ter já no dia 06 de Janeiro: Lua Nova em Capricórnio e os Círculos de Cura, e  ainda o Vídeo que gravei com a minha mensagem de natal, ainda atual e a tempo, pois decorre desta energia trazida pelo Solstício de Inverno.

Onde quer que estejas, e seja de que forma escolhas entrar em 2019, desejo-te uma Passagem Abençoada, com a verdadeira Libertação de tudo aquilo que limita o melhor de Ti,
 

Um grande abraço,

Em Amor,

Cláudia Machado

Convido-te a visitares:

>> O meu site: www.claudiamachado.com

>> O meu canal de YouTube, que podes subscrever: https://www.youtube.com/channel/UCOfA156NpTJwBJNPtB5fOfQ

>> Aqui encontras testemunhos sobre o meu trabalho: https://claudiamachado.com/testimonial/

>> A minha página no Facebook: https://www.facebook.com/claudiamachadoastrologia/

>> O Facebook “Desperta O Teu Yogui”: https://www.facebook.com/despertaoteuyogui/

>> E se gostas do meu trabalho, e me queres acompanhar mais de perto, podes pedir adesão ao meu grupo no Facebook “Desperta Para O Teu Coração”:https://www.facebook.com/groups/despertaparaoteucoracao/

Uma opinião sobre “Agradecer a 2018, Abrir as Portas a 2019”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.