O Sonho Comanda A Vida

Olá,

A Viagem 

Hoje estou a escrever este artigo (escrito a 30 de novembro de 2018) durante a viagem de comboio Lisboa-Espinho, que estou a fazer. Estava aqui a pensar que tinha de enviar a newsletter com a agenda de dezembro, mas inspirada pela viagem surgiu-me a vontade de falar sobre Sonhos, uma vontade que surgiu de uma série de memórias e de sensações ao estar agora a viajar de comboio.

O comboio é o meu meio de transporte de eleição, simplesmente adoro, não sei explicar, mas sinto-me sempre feliz e entusiasmada com viagens de comboio mais longas, há toda uma magia nesta experiência que me faz sentir uma interessante agitação interna. Das minhas melhores memórias de infância fazem parte as viagens de comboio. E recordei-me hoje que em miúda sonhava muitas vezes, que no futuro, quando fosse grande e adulta, ia ter um trabalho que me ia levar a fazer muitas e muitas viagens de comboio…. Via-me a andar de cidade em cidade, a viajar de comboio, a escrever no meu diário durante as viagens e a ouvir música, e que a essas cidades ia levar algo, ia levar algo especial que adorasse realmente fazer. Recordo estes sonhos e ideias com muita clareza, via-me claramente nestes caminhos, mais velha, a escrever as minhas ideias num diário, a ouvir as minhas músicas no walkman,e a sorrir por cada cidade nova que visitava…

E hoje, aqui estou eu, sentada, de sorriso nos lábios, cheia de entusiasmo no coração, a ouvir a minha música, não no walkman mas sim no telemóvel, e sim a viajar para fazer algo que realmente amo, levar aquilo que sou, levar a minha “magia” a outros lugares…. A trabalhar oficialmente na área terapêutica desde 2013, olho com serenidade e alegria o caminho percorrido até hoje, acolho e agradeço todos os desafios que tanto me têm feito crescer, abraço e agradeço cada bênção e cada vitória que me fizeram acreditar ainda mais no Caminho, agradeço o que ainda está para vir, e todo o crescimento que tenho ainda pela frente. E hoje, tudo aquilo que tenho feito e construído, há já 16 anos, dá frutos que imaginei há muitos muitos anos atrás… e cá saio eu da “minha” Lisboa, rumo a outros lugares, para fazer aquilo que amo, conhecer pessoas novas, levar inspiração e amor, trazer inspiração e amor, fazer conexões e partilhas… e estou tão feliz e tão grata por isso.

Este fim de semana Santa Maria da Feira recebe-me para um fim de semana em consultas e palestras, na próxima semana rumo a Castelo Branco, e mais à frente novos destinos se desenham no horizonte. Isto pode ser tão banal para tantas pessoas, mas para mim é uma enorme sensação de realização e alegria, e mesmo num momento tão simples, encontro aqui a magia da vida a operar, as sincronias, a ligação à minha alma.

O Sonho

E por isso quis falar de Sonho, e de como ele comanda a nossa vida. É o Sonho, o anseio da nossa Alma, aquela verdade interna, pura e autêntica, que vem do profundo de nós, que nos guia na vida, é essa chama que se mantém sempre acesa e que nos vai recordando do que nascemos para vir a ser, que nos vai motivando para continuar no caminho e na descoberta do que realmente somos. Seja um Sonho mais definido ou não, é esse apelo interno por algo que move a nossa vontade e motivação para a Vida.

E quando falo aqui de Sonho, estou a referir-me à ligação à nossa Alma, ligação essa que muitas vezes perdemos, esquecemos, afastamo-nos dela… Em diversos momentos da minha vida estive mais afastada desse lugar, é uma prática e vontade diárias manter-me ligada e conectada ao sagrado em mim. Só ligados a essa nossa verdade podemos realmente encontrar o significado, o simbolismo, a vontade daquilo que nos move, daquilo que é o nosso Sonho.

Há muitos outros sonhos, ou chamemos-lhe desejos, que vêm de outros lugares em nós, alguns podem ser vislumbres do Sonho Maior, outros nem por isso. Mas não é desses “nossos” desejos que estou a falar, mas sim do nosso Sonho, do nosso Propósito, do nosso Potencial Divino, do Acordo que fizemos para esta existência. E esse Sonho Maior é uma forma de estar, é um encontro com a nossa Essência, é difícil de definir ou de dar forma, é um estado de consciência, e não é algo que só existe no futuro… vejo esse Sonho Maior, que comanda a nossa vida, como algo que emana de dentro de nós e que deve encontrar formas de se manifestar em cada momento presente das nossas vidas.

A verdade que nos habita não está no futuro, está no agora, reside no momento presente, habita-nos desde dentro. O encontro com essa verdade alimenta-nos de sentido, e quando estamos ligados, é essa verdade que queremos viver e expressar.

Esta viagem de hoje relembrou-me um sonho de infância, que na verdade tem sido vivido há já vários anos, e que hoje está a conhecer esta nova experiência, já imaginada no passado. É mais uma forma de sentir ainda mais gratidão por tudo isto que nos rodeia, e por cada passo percorrido neste caminho, tão impermanente e em constante transformação.

Que o que nos move na nossa vida possa ser o nosso Sonho Maior, que os desejos da personalidade, que as ambições do ego possam dar lugar ao que verdadeiramente importa. E que possamos, cada um de nós, na sua escolha e liberdade, ligar-se à sua verdade, à sua essência, ao encontro dos seus dons e talentos, confiando e trabalhando para a manifestação do melhor de si.

E quando não há Sonho?



Esta é uma questão que frequentemente me colocam, principalmente em consultas, pessoas que chegam em crise, em dor, porque sentem que perderam o propósito de viver, que estão ansiosas por conhecer o que afinal vieram cá fazer, que sentem que as suas vidas deixaram de fazer ou de ter sentido… Quando habitualmente estamos neste registo, as doses de fé são quase inexistentes, o vazio instala-se, a confusão é como um imenso nevoeiro, a luz lá ao fundo é muito ténue ou praticamente não se vê, a dor e o sofrimento tomam conta da vida interna que resta… E eu sei o que dói sentirmos que a vida perde todo o sentido. Já atravessei também essa escuridão algumas vezes.
 
Então como (re)encontrarmos esse “nosso” Sonho/Propósito?

É uma jornada única para cada um de nós. A forma de a fazermos pode escolher as mais variadas manifestações… Com o tempo e com a observação que tenho feito, vejo alguns pilares como fundamentais nesta (re)descoberta. Que partilho agora contigo:Reconhecimento

Primeiro que tudo reconhecer o ponto em que estou. Acolher-me nesse lugar, aceitar o meu estado atual. Aceitar que estou nesta fase de dor, ou de vazio, ou até de sofrimento, que me sinto perdid@, confus@, sem vontade, sem rumo, sem sonho. Reconhecer-me no ponto onde estou e aceitar-me dessa forma, sem critica e sem julgamento. Não há nada de errado em estarmos assim, variadas circunstâncias da vida nos podem conduzir a estes lugares. No momento presente há que reconhecer, e independentemente das causas, acolher-me e aceitar que agora é assim que estou.Decisão e Escolha

Depois de reconhecer e aceitar, posso resgatar o poder da decisão e da escolha. E escolher a partir deste momento o que quero.

Quero iniciar a jornada da descoberta do meu Sonho?
Quero encontrar-me?
Quero descobrir mais sobre mim e sobre o que sou?
Quero aceitar o preço desta escolha em ir ao encontro de mim mesm@?
Agora que reconheci que estou sem motivação para a vida, o que quero decidir fazer com isto?


As nossas decisões e escolhas são determinantes para o nosso caminho. A forma como vivemos tudo o que acontece é definido pelas nossas escolhas. Podemos não escolher o que nos acontece, mas a forma como reagimos a isso é uma escolha nossa.

O meu convite é que possamos começar a fazer escolhas mais conscientes. Ponderar, refletir, sentir, antes de reagirmos através dos padrões automatizados em nós. A escolha consciente nasce de um estado interior de serenidade, não nasce da ansiedade nem do medo.

Então, que possamos escolher em verdade. E sobre o Sonho, que possamos escolher iniciar a jornada de ir ao encontro dele em nós. E se já estamos alinhados com ele, que possamos escolher diariamente vivê-lo, no aqui e no agora.

Vontade

É preciso exercer a nossa Vontade para nos mantermos na jornada de descoberta de nós mesmos. Vontade para não desistirmos aos primeiros desafios. Vontade para trilhar o caminho. Sem vontade arrastamo-nos pela vida. Sem Vontade desempoderamo-nos de viver em plenitude as experiências da vida. Sem Vontade desmotivamo-nos para o caminho. E muitas vezes, precisamos ativar em nós a Vontade em momentos difíceis, ir buscá-la ao profundo de nós.

Nos momentos mais duros a Vontade é posta à prova, para conseguirmos manter-nos ligados a ela é preciso também treiná-la e fortalecê-la em nós. Podemos fortalecer a Vontade com o desenvolvimento do respeito e do amor por nós, que também é tão importante, sermos gentis e amorosos connosco, praticarmos a gratidão, reconhecer o nosso valor em cada situação. A Vontade tem de ser ativada e treinada, e nem sempre estamos pré-dispostos para a manter viva a cada momento. Mas ter Vontade é também uma Escolha.

Autocuidado

Este é dos pontos mais importantes que nos vai ajudar a manter todos os outros ativos, que é o cuidado a nós mesmos.

Tenho notado que a maioria das pessoas que sente que a vida perde sentido, e o mesmo já aconteceu comigo no passado, não cuidam de si. Quando perdemos o sentido, quando não vemos o propósito, quando é difícil sequer sonhar, quando perdemos a motivação para a vida, ficamos desconectados da nossa alma, e perdemos até a vontade de cuidarmos de nós… Muitas vezes buscamos que outros cuidem, mas ninguém pode cuidar deste jardim que somos, podem oferecer algo, mas só nós podemos fazer o processo.

Noto também que há excesso de autocrítica e autojulgamento, muito foco nos outros, no trabalho, na vida exterior, pouca dedicação ao trabalho interior, pouca gentileza e bondade consigo próprios, pessoas que não têm tempo para si mesmas…. 

Costumo dizer que o maior carrasco das nossas vidas somos nós mesmos. Somos nós os nossos maiores castigadores. O Amor Maior, A energia de Deus ou do Bem (como lhe quisermos chamar), não castiga, não julga, não critica, o Bem, o Amor Maior, aceita, acolhe, perdoa, absolve, ama.

É altura de nos absolvermos a nós mesmos, de nos darmos amor e de assumirmos a responsabilidade por nós e pelas nossas vidas. É necessário cuidarmos de nós, cuidarmos da nossa alimentação e do nosso corpo físico, mantermos rotinas saudáveis, termos práticas diárias de enraizamento e centramento, que nos liguem a nós e que nos ajudem a desenvolver a nossa verticalidade. Práticas como a meditação e a oração, por exemplo, são cruciais às nossas vidas e podem ser agentes de grande mudança interna, e de grande expansão de consciência. Sem uma dedicação ao cuidado de nós mesmos, não conseguimos ligar-nos ao nosso coração, e por consequência não nos ligamos a esse Sonho e Propósito que dão Sentido às nossas vidas.

Fluir com a Vida

Depois aprender a fluir com a vida é essencial. Sermos a água que preenche o lugar onde se encontra, a água que não força nada, sermos a taça que recebe e que deixa fluir através de si o devir da vida. Caminhar e empreender na jornada por nós mesmos, mas sem forçar nada, mantendo a verticalidade e o enraizamento que nos permite atravessar as tempestades da vida sem que sejamos derrubados. Ao mesmo tempo que podemos avançar pela vida com uma visão que nos orienta, mas deixando que a própria vida nos conduza suavemente por esses caminhos.

Esta não é uma tarefa fácil, mas acredito que é uma das tarefas mais essenciais a uma vida mais plena. Tem sido umas das minhas aprendizagens mais intensas. Aceitar, render-me ao que é, permitir-me estar ao serviço sem querer forçar nada na minha vida, deixando simplesmente que ela me guie, mas sem eu perder a minha força, a minha vontade e a minha visão.

Ser aquela que conduz a minha vida, mas que sabe que é conduzida por algo maior. É como se aprendêssemos a formar equipa com a Vida, aprendermos a dançar em sintonia com ela, estarmos atentos, observarmos para sermos cada vez mais essa água fluída e recetiva que sabe aceitar, que aguarda, que envolve, que está disponível….

Podia escrever um só artigo dedicado a este tema, mas fica aqui a ideia 😊 E se estivermos ligados a esta força autêntica e divina, então sim, o Sonho pode Comandar a Vida, e não aquilo que habitualmente confundimos com “Sonho”.
 

Como distinguimos o verdadeiro sonho da nossa alma, dos desejos mais superficiais?

Há uma regra que uso para isso, o sonho maior, o nosso propósito, é revestido de sentido, devolve-nos uma enorme sensação de paz, de plenitude de profunda alegria, de amor, de gratidão, de beleza. O Sonho não cobra nem exige de nós, é puro, existe pelo bem maior de tudo e de todos, flui através de nós como uma verdade segura e inabalável, não interfere com a vontade dos outros, é amor na sua essência, é límpido, convida-nos ao melhor de nós, entusiasma-nos, é um apoio e uma fé nos momentos difíceis. Quando vivemos o nosso Sonho sabemos que tudo está bem, e que cada desafio é uma oportunidade de crescer e de aprender. Com o Sonho sabemos que os desafios são bênçãos disfarçadas, que trazem luz e consciência.

Os desejos inconscientes que muitas vezes nos movem trazem consigo uma dose de dor e de sofrimento, causam-nos ansiedade, geram medo da perda, geram muitas expetativas. Há uma vontade no atingir e no obter que muitas vezes se perde depois do desejo realizado. Há dor na perda ou na quebra nos mesmos, há dor quando não existe a concretização ou a correspondência. Retiram-nos poder pessoal, perdemos o centramento, geram apegos que mais à frente trazem dor. Muitas vezes nascem dos vazios em nós…

Estas linhas que os separam são muitas vezes ténues e nada fáceis de distinguir umas das outras, há um entrelaçar entre ambos, porque muitas vezes as coisas estão misturadas dentro de nós. E provavelmente vamos estar sempre a lidar com ambos, só uma capacidade boa de auto-observação nos pode ajudar a distingui-los uns dos outros e a lidar com ambos da melhor forma.

Aqui, remeto novamente para a importância do nosso centramento e alinhamento, é crucial conhecermo-nos bem, cuidarmos de nós, termos práticas que visem a escuta ativa do nosso coração. É tão importante voltarmos a aprender a escutarmo-nos, a confiarmos na voz da nossa intuição. 

As respostas residem todas dentro de cada um de nós, e só a nossa consciência nos pode dar as verdadeiras respostas. A sabedora reside dentro e não fora, aquilo que apreendemos fora só pode dar frutos nas nossas vidas se for integrado pela nossa consciência. Vem de dentro, vem desse dar-se conta do que somos… é importante expandirmos a nossa consciência através do trabalho sobre nós mesmos, e aí podemos aceder às respostas e ao nosso Sonho.

Sem a disponibilidade interna, sem a vontade interior, nenhuma mudança pode ter lugar dentro de nós. E se for preciso umas luzes no caminho pede ajuda, contacta um terapeuta, encontra uma prática que caminhe em conjunto contigo, és tu que fazes o caminho, mas um outro olhar e coração pode amparar-te e apoiar-te. Permite-te.

O que queres escolher hoje?
O que queres manifestar?
Qual é a tua Vontade?
Com ou sem Sonho, o que queres fazer com a tua vida?
Que jornada queres trilhar agora?
O que queres descobrir, aprender, viver, experienciar?
Qual a Verdade do teu Coração hoje?

 
E com tanta escrita a minha viagem está a aproximar-se do fim, fui parando algumas vezes para olhar pela janela, para respirar fundo, para me conectar ao que queria escrever e à mensagem que queria passar.

Deixo agora a minha agenda para dezembro de 2018, uma agenda em cheio para finalizar mais um ano civil.

Este mês estarei muito ativa para depois descansar uns dias entre as festividades do final do mês.

Deixo-te diversos convites, caso te queiras juntar a nós és muito bem vind@. Estarei com atividades em Santa Maria da Feira, Castelo Branco, Lisboa e também Online para qualquer parte do mundo.
 


UMA VISÃO ASTROLÓGICA PARA 2019 – PALESTRA

Irei estar com “Uma Visão Astrológica para 2019”, onde irei trazer a minha visão sobre as oportunidades e potencialidades  que estão a ser trazidas por este novo ano, fazendo também uma breve passagem pelos 12 signos do zodíaco, falando dessas oportunidades para cada um deles.

Onde e quando?

  • Sábado, dia 1 de dezembro pelas 15:00 em Santa Maria da Feira, na Academia do Ser
  • Sábado, dia 8 de dezembro pelas 17:00 em Castelo Branco, na Casa do Coração
  • Sábado, dia 22 de dezembro pelas 17:00 em Lisboa, no Espaço Amar

Contribuição: 10 euros

Necessária inscrição prévia para: claudiamachado@claudiamachado.com
 


LUA NOVA DE SAGITÁRIO: ENCONTRO ONLINE

Encontro Online – Sábado, dia 08 de dezembro pelas 09:30

Nestas sessões online:

– Falamos da energia ativada pela Lua Nova do momento
– Honramos a proposta trazida pela Lua Nova com uma meditação guiada
– Colocamos as nossas intenções para o novo ciclo lunar

Valor de Participação: 10 euros

Inscrições para: claudiamachado@claudiamachado.com
 


VIVENDO OS CICLOS: CELEBRAÇÃO DO SOLSTÍCIO DE INVERNO

Dia 22 de dezembro das 09:30 às 16:00 no Espaço Amar em Lisboa. 

Vamos ter uma celebração muito bonita. Se te queres juntar a nós aproveita o desconto para inscrições antecipadas.

Neste encontro vamos:

  • Estar em círculo partilhando histórias e vivências
  • Falar do que é, o que representa e a que nos convida o Inverno
  • Construir em grupo o nosso Altar de Inverno
  • Vamos ter a “hora do conto” seguida de pequena tertúlia em grupo sobre o mesmo
  • Vamos ter uma prática de Yoga facilitada pela minha convidada Diana Feliz
  • Fazer uma Meditação Guiada através da energia deste Solstício
  • Vamos ter uma prática de cura e purificação
  • Vamos ter um momento de celebração em grupo, ativando em nós o espírito da generosidade, do amor, da irmandade e da partilha

Valores: 

  • 30 euros para inscrições e pagamentos até 03 dezembro
  • 35 euros até 10 dezembro
  • 40 euros após 11 dezembro

OFERTA: de participação na palestra de astrologia “Uma Visão Astrológica para 2019”

Inscrições para: claudiamachado@claudiamachado.com
 


WORKSHOP DE CONSTELAÇÕES FAMILIARES

Domingo, 16 de dezembro às 14h30 na Academia Yoga Be One, em Lisboa

Uma oportunidade de cura através do fluxo Amor.

O trabalho através das constelações é uma excelente via de cura, trazendo-nos a oportunidade de criar um novo olhar sobre as nossas vidas, potenciando processos de autoconhecimento e de maior compreensão sobre os desafios e circunstâncias de vida em que nos possamos encontrar.

Valores: Assistir 20 euros | Constelar 40 euros

Inscrições para: claudiamachado@claudiamachado.com


ENCONTROS REGULARES DE MEDITAÇÃO


SEMANALMENTE: Às terças e quintas-feiras das 14h30 às 15h00, em Lisboa, na Academia Yoga Be One,

Nestes encontros vamos descobrir e despertar para a prática da meditação. Com eles proponho-te uma viagem de autodescoberta que te abrirá as portas à harmonia, à paz, ao equilíbrio, ao entendimento e à clareza interiores – uma chave para Despertares para o Agora, e para a Consciência e Amor que És!

Em cada encontro falarei de diferentes abordagens na prática de meditação e irei apresentar-te formas de aplicares a meditação no teu dia-a-dia.

Inscrições e/ou mais informações para:
info@academiayogabeone.pt
claudiamachado@claudiamachado.com
213880388 / 960312343
 


CONSULTAS DE ASTROLOGIA PARA O DESPERTAR

Consultas de aconselhamento e orientação individual com base na leitura do mapa de nascimento.

O Propósito Maior deste encontro contigo é ajudar-te a trazeres à Luz da tua Vida o reconhecimento do teu máximo potencial, para que te possas cumprir cada vez mais, permitindo que o Sol brilhe intensamente na tua Vida.

A interpretação e orientação através do mapa natal permite revelar autênticos, e fantásticos, tesouros da Alma, que anseiam ser manifestos e trazidos à Luz da Consciência, colocando assim os Astros ao serviço do teu Ser e do teu Caminho de Vida.

Onde?

  • Espaço Amar – Lisboa, todas as quartas-feiras
  • Academia Yoga Be One – Lisboa, mediante disponibilidade
  • Academia do SER – Santa Maria da Feira, 02 de dezembro 2018
  • Casa do Coração – Castelo Branco, 09 de dezembro 2018

Marcações para:claudiamachado@claudiamachado.com


DESPERTA O TEU YOGUI – O projeto que leva yoga e meditação a bebés e crianças 

WORKSHOP: DESPERTA COM O INVERNO

Neste workshop, que realizarei em parceria com a minha amiga Margarida Matos, vamos navegar através de várias experiências como o yoga, a expressão artística e a meditação.

A temática deste workshop é o Inverno. Iremos em conjunto navegar pelas emoções e sensações que o inverno nos traz, vamos descobrir o inverno através do Yoga, e vamos dançar e relaxar ao som da chuva.

Não percam esta fantástica manhã, onde vamos ter muita alegria, brincadeira, leveza, abertura e serenidade.

Tragam os vossos filhos para partilharmos juntos esta experiência.

Horários:

  • 1ª Sessão: 09h30 – Para crianças dos 3 aos 6 anos
  • 2ª Sessão: 11h30 – Para crianças dos 6 aos 10 anos

Data:

Domingo, dia 16 de Dezembro de 2018

Em Lisboa, na Academia Yoga Be One, na Rua do Salitre nº185 r/c dto, na zona do Rato.

Valores:

  • 1 Criança – 25 euros (inclui um adulto acompanhante)
  • No caso de virem irmãos, fazemos 10% de desconto sobre o valor total.

YOGA BABY: AULAS REGULARES – ABERTURA DE TURMAS PARA JANEIRO 2019

Em Janeiro de 2019 vamos abrir turmas novas. Por isso deixo o convite para que em dezembro possam vir experimentar uma aula com os vossos filhos. 

As aulas na Academia Yoga Be One, em Lisboa, serão regulares às terças-feiras nos seguintes horários:

– Yoga Baby 1 (2 aos 8 meses) – das 15h00 às 15h45

– Yoga Baby 2 (8 aos 24 meses) – das 16h00 às 16h45

– Yoga Baby 3  (2 aos 3 anos) – das 17h00 às 17h45

YOGA KIDS: AULAS REGULARES – ABERTURA DE TURMAS PARA JANEIRO 2019

As aulas na Academia Yoga Be One, em Lisboa, serão regulares às quintas-feiras nos seguintes horários:

– Yoga Kids 1 (3 a 6 anos) – das 16h00 às 16h45

– Yoga Kids 2 (6 a 10 anos) – das 17h00 às 17h45

Estás convidado a vir com o teu filho fazer uma aula experimental e gratuita. Necessária inscrição prévia.

INSCRIÇÕES

As inscrições podem ser feitas diretamente com a Academia Yoga Be One para um dos seguintes contactos:

213 880 388 | 960 312 943 | info@academiayogabeone.pt

Para esclarecimento de dúvidas sobre as aulas ou para obter mais informações contactar-me diretamente:

claudiamachado@claudiamachado.com



Que este mês seja abençoado por clareza e consciência,

Um Abraço, em Amor,

Cláudia



Convido-te a visitares:

>> O meu canal de YouTube, que podes subscrever: https://www.youtube.com/channel/UCOfA156NpTJwBJNPtB5fOfQ

>> Aqui encontras testemunhos sobre o meu trabalho: https://claudiamachado.com/testimonial/

>> A minha página no Facebook: https://www.facebook.com/claudiamachadoastrologia/

>> O Facebook “Desperta O Teu Yogui”: https://www.facebook.com/despertaoteuyogui/

>> E se gostas do meu trabalho, e me queres acompanhar mais de perto, podes pedir adesão ao meu grupo no Facebook “Desperta Para O Teu Coração”:https://www.facebook.com/groups/despertaparaoteucoracao/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.