Porque Quebrarmos Também É Importante

Olá,

Hoje quero partilhar contigo um vídeo onde falo daqueles momentos em que já não aguentamos mais as armaduras que construímos em torno de nós mesmos, momentos em que colapsamos, quebramos, caímos… Esses momentos não são “mau”, aliás são fundamentais, pois podem representar um ponto de viragem nas nossas vidas.

Através de uma experiência pessoal, trago a reflexão do quão importante é aceitarmos e expressarmos o que sentimos genuinamente a cada momento, principalmente nos momentos de dor, de tristeza e de desafio nas nossas vidas, pois é nesses momentos que pode ser mais difícil expressarmos tudo o que sentimos.

Nos momentos desafiantes fingirmos que estamos bem, apresentarmos uma aparência de “forte”, esconder a tristeza atrás de um sorriso, dizer que “está tudo bem”, não nos vai ajudar a resolver os nossos problemas e desafios de vida. É muitas vezes sobre-humano tentarmos a todo o custo estar bem, quando na verdade só queremos dizer que não estamos.

Há momentos da vida em que é preciso todo o nosso ser verter a dor, o desalento, a tristeza, a angústia que possa estar a sentir. Porque ser sempre a “super-mulher” e o “super-homem” não é viável, há momentos para tudo, e seja na força ou na fragilidade, não deixamos de ser os super heróis das nossas histórias. Porque os verdadeiros super heróis também caem, também atravessam desafios, também choram e também se vulnerabilizam, e não podemos esquecer disso.

Estar no registo do “forte a todo o custo” pode transformar-se numa tremenda agressão e violência a nós mesmos…. Por vezes, estamos meses e anos nestes registos, acumulamos desafios atrás de desafios e a cada dia seguimos em frente, mas o “problema” fica cá dentro por resolver… Acumulamos muitas vezes momentos de dor dentro de nós e nem nos damos conta…

Quando nos damos conta disto, podemos escolher parar esse fluxo por nós mesmos, atirando a toalha ao chão e rendendo-nos aquele momento, ao nosso sentir e a nós mesmos. Ou então, a vida mais tarde ou mais cedo irá encarregar-se de o fazer por nós, seja através de desafios maiores que chegam e perante os quais as armaduras deixam de servir, seja perante outro tipo de acontecimentos externos que na verdade nos obrigam a contactar com aquilo que temos andado a evitar.

E não há nada de errado connosco, fazê-mo-lo porque não sabemos fazer diferente, porque temos medo de nos expor, porque temos medo de quebrar e de nos fragilizar, porque muitas vezes não nos ensinam a lidar com o que dói, não nos ensinam a pedir ajuda, não nos ensinam que não estar bem é tão válido quanto estar bem.

Por isso, quebrar é importante, em alguns momentos é mesmo crucial, quebrar e partir, para depois acolher, aceitar e reconstruir. Ao quebrar soltamos e libertamos, pode doer e assustar, mas é profundamente libertador. É importante acabarmos com estas falsas armaduras que nós próprios construímos, permitir que as armaduras de ferro dêem lugar a um verdadeiro fato de super herói, flexível e maleável, em perfeita união com a nossa pele e corpo.

Este quebrar e soltar abre espaço em nós, alivia-nos, devolve-nos a nós, coloca-nos em contacto com a nossa essência e vulnerabilidade. E a verdadeira força, cura e transformação nascem também a partir dessa vulnerabilidade… É fundamental abrirmo-nos à dor, à angústia e à tristeza que possamos estar a sentir, e expressá-la, acolhê-la, aceitá-la, respirá-la, estar ali simplesmente com ela, em observação, sem julgamento e com imensa compaixão….

E desse permitir e vulnerabilidade nasce realmente a força, a coragem e a fé para superarmos e para continuarmos o nosso caminho. Não esquecendo que nesse caminho é necessária uma profunda compaixão por nós mesmos, pois através da compaixão aceitamo-nos melhor, sem culpas e sem julgamentos. É na compaixão que podemos encontrar o fruto do amor por nós mesmos.

Gravei este vídeo, numa espécie de testemunho, numa fase da minha vida em que atravesso um momento delicado. Decidi abrir ao mundo um pouco da minha própria vulnerabilidade, e por isso desejo que esta partilha te possa também ajudar, nutrir e inspirar.

Lembra-te que nunca estás sozinh@, permite-te pedir ajuda, permite-te sentir, honra quem És, valoriza o teu sentir, respeita-te, permite-te e Sê!

Que encontres toda a Coragem para te expressares tal como És.

Deixo-te também AQUI, o link para um outro vídeo que gravei há uns meses, cujo o tema é “Como Lidar Com a Dor”.

Um enorme abraço, em Amor

Cláudia
Convido-te a visitares:

>> O meu canal de YouTube, que podes subscrever: https://www.youtube.com/channel/UCOfA156NpTJwBJNPtB5fOfQ

>> Aqui encontras testemunhos sobre o meu trabalho: https://claudiamachado.com/testimonial/

>> A minha página no Facebook: https://www.facebook.com/claudiamachadoastrologia/

>> E se gostas do meu trabalho, e me queres acompanhar mais de perto, podes pedir adesão ao meu grupo no Facebook “Desperta Para O Teu Coração”: https://www.facebook.com/groups/despertaparaoteucoracao/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s